128ª Edição

Foto Heloísa Sayuri

EDITORIAL

Tiago Henrique

Seja bem-vindo a edição 128.

A seguir os autores e seus textos.

LUCIANA CHAVES

O amor de mãe

FELIPE OLIVEIRA

Tudo Passa // @Oliveira.329

Nos vemos na próxima edição. Obrigado por sua leitura!

Foto Ayumi Fukaya

ERIK KALLEY

A pandemia e a violência doméstica

O papel do Estado e da sociedade diante desse cenário

O Estado, além de condenar qualquer tipo de violência doméstica, ainda assegura às mulheres “as condições para o exercício efetivo dos direitos à vida, à segurança, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, à moradia, ao acesso à justiça, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária.” (5) Porém, mediante as medidas emergenciais que estão sendo tomadas para o presente momento, o risco de que ocorram casos de violência doméstica aumenta em grande escala uma vez que, com todos os esforços sendo direcionados para o combate da pandemia e com as novas diretrizes de saúde e segurança, muitos serviços sociais estão fechados temporariamente ou funcionando com os horários reduzidos, o que dificulta o atendimento e amparo às vítimas de violência doméstica. Em consonância com o raciocínio, a relatora especial da ONU sobre violência contra a mulher, Dubravka Simonovic, afirma que “as restrições de movimento, limitações financeiras e insegurança generalizada encorajam os abusadores e lhes dá poder e controle adicional” (6). Esses fatores, associados ao aumento dos níveis de estresse, problemas conjugais, consumo de bebidas alcoólicas e/ou psicoativos criam um ambiente propício para a ocorrência de violência que, em conjunto com a diminuição de contato com familiares e amigos, decorrente das medidas de saúde e segurança, agravam por demais a situação, vulnerabilizando ainda mais as vítimas. Segundo Santos (2020).

Edições comemorativas
01 | 50 | 100 | 10 anos | Gerações

PARTICIPE

Envie textos de sua autoria para a Betim Cultural. Eles poderão ser publicados aqui no leia mais da revista. Interaja também com sugestões, comentários e críticas via whatsapp.

GOSTOU DA REVISTA? LEIA OUTRAS EDIÇÕES AQUI.

Apoio:
Você pode ler todas as edições da revista em:
1ªGeração2ªGeraçãoAtual
CONHEÇA O MANUAL VEGANO

Para leitores conscientes.